Ministro da Educação repete discurso de Hitler trocando a palavra judeu por comunista — bloglimpinhoecheiroso

Via Brasil 247 em 9/4/2019 O novo ministro da Educação, Abraham Weintraub repete o discurso dos nazistas na Alemanha na década de 1930 e diz que “os comunistas” são donos dos bancos, das grandes empresas e da imprensa no país. Na Alemanha, em vez dos comunistas, o alvo de discurso similar ao de Weintraub eram […]

via Ministro da Educação repete discurso de Hitler trocando a palavra judeu por comunista — bloglimpinhoecheiroso

“Não dá pra ter ministro da Educação que nunca pisou em escola pública” — Geledés

Para Daniel Cara, a estratégia da política ultraliberal é precarizar a oferta de serviços públicos para argumentar incompetência do Estado Por Ana Luiza Basilio, Do Carta Capital A nomeação mais recente do Ministério da Educação alçou ao cargo de presidente do Inep o delegado de Polícia Federal Elmer Coelho Vicenzi. Mais um na equipe de não educadores…

via “Não dá pra ter ministro da Educação que nunca pisou em escola pública” — Geledés

Efeito colateral do caso Toffoli/Moraes: STF permite entrevistas de Lula para Folha e El País censuradas por Luiz Fux — bloglimpinhoecheiroso

Via DCM em 18/4/2019 A lambança de Toffoli e Alexandre de Moraes ao censurar sites de extrema direita ligados à Lava-Jato por uma matéria com uma delação vazia implicando o presidente do STF foi útil para a democracia, ao fim e ao cabo. Vai ficando cada vez mais absurda a situação de Lula – não […]

via Efeito colateral do caso Toffoli/Moraes: STF permite entrevistas de Lula para Folha e El País censuradas por Luiz Fux — bloglimpinhoecheiroso

Caminhoneiros criticam alta do diesel e ameaçam greve em 10 dias — POLÍTICA EM ROTA

Grupo de caminhoneiros critica o aumento de dez centavos de real no valor do diesel anunciado nesta quarta feira, 17, pela Petrobras. Há ameaças de paralisação em todo o país em um prazo de, no máximo, dez dias. “Esse governo está louco”, afirma o caminhoneiro Wanderlei Alves, conhecido como Dedéco, que foi considerado um dos […]

via Caminhoneiros criticam alta do diesel e ameaçam greve em 10 dias — POLÍTICA EM ROTA

Opinião | Há feministas “bolsonaristas”, que não acreditam em pesquisas — Ativismo Protestante

“Como alguém pode dizer que odeia macho e depois ir até a comunidade querer incutir progressismo e consciência de classe nos homens jovens e adultos que moram lá?” Por Osmar Carvalho. Publicado em 19/04/2019. O título desse artigo é um absurdo, no sentido de contrariar a razão, pois não é possível uma feminista bolsonarista. Ou […]

via Opinião | Há feministas “bolsonaristas”, que não acreditam em pesquisas — Ativismo Protestante

#LulaLivreQuintaSDV – A Time incluiu Bolsonaro na votação da personalidade do ano. Vamos votar contra. O link cai direto na votação. Se não quiser votar Yes ou No nas diversas personalidades pode ir passando direto com a seta até chegar na desgraça – https://discover.apester.com/media/5be401713cea78c501552c1a

#LulaLivreQuintaSDV A Time incluiu Bolsonaro na votação da personalidade do ano. Vamos votar contra. O link cai direto na votação. Se não quiser votar Yes ou No nas diversas personalidades pode ir passando direto com a seta até chegar na desgraça https://discover.apester.com/media/5be401713cea78c501552c1aBolsonaro basta do dedinho de arma

Reforma nem passou, mas governo já ferra 70% dos aposentados – Fundação Perseu Abramo – https://fpabramo.org.br/2019/04/16/reforma-nem-passou-mas-governo-ja-ferra-70-dos-aposentados/

aposentados

A proposta de mudanças na Previdência não foi ainda discutida na Câmara e no Senado, mas o governo federal já adotou uma medida que vai prejudicar desde já 70% dos idosos e viúvas que recebem aposentadoria no Brasil.

É que Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes anunciaram na última segunda-feira, dia 15 de abril, que o salário mínimo não vai mais ter chance de receber aumentos reais. A partir de agora, só reposição da inflação – e olhe lá, pois tudo pode piorar com esse governo.

Como aproximadamente 70% das pessoas que recebem aposentadoria no Brasil só ganham o mesmo valor do salário mínimo, vai acabar aquele dinheirinho a mais que, desde 2004 até 2013, chegava a partir do mês de janeiro.

Foi em 2004 que o governo Lula passou a negociar aumentos reais do salário mínimo com as centrais sindicais. O piso nacional de salários começou então a ser reajustado com a reposição da inflação mais o crescimento da economia do país, medido pelo PIB (Produto Interno Bruto). Isso gerou o maior aumento acumulado no salário mínimo num período de mais de cinqüenta anos.

Em 2007, essa política de valorização do salário mínimo virou lei, cujo texto foi elaborado em conjunto com o governo e o movimento sindical. Estava prevista para 2019 uma nova rodada de negociações com empresários e trabalhadores para renovar e aperfeiçoar o acordo, segundo a lei.

Mas, agora, acabou. Mesmo que um dia a economia brasileira volte a crescer – não em 2019, pois todas as previsões são de queda – o salário mínimo e 70% das aposentadorias vão ficar sem aumento acima da inflação.

Reforma nem passou, mas governo já ferra 70% dos aposentados

Revendo filme: (A.H.F) Linha de Montagem – Documentário histórico sobre a gênese do movimento sindical de São Bernardo do Campo entre os anos de 1978 e 1981, quando se produziram as maiores greves de metalúrgicos na região, desafiando a repressão do final da ditadura militar. – https://youtu.be/svh-lGcSDmU

Radiografa-se a cidade no calor da grande efervescência das assembléias no estádio da Vila Euclides, onde os operários decidiam os novos rumos do movimento. As greves de 1979 e 1980 levaram à intervenção federal no Sindicato dos Metalúrgicos, à prisão de líderes, como Luís Inácio da Silva, processados com base na Lei de Segurança Nacional.

Mercedes-Benz, Karmann-Ghia, Scania e, sobretudo a imensa fábrica da Volkswagen, passaram a dar o tom do cotidiano local. Vilas, mercados, transportes se organizaram em torno das fábricas e milhões de trabalhadores se instalaram em suas proximidades.

No início daquela industrialização, de produtos pesados baseados na metalurgia, havia muitos riscos no ambiente de trabalho e a remuneração era baixa. A vida dos operários e de suas famílias era simples e com muitas restrições. Se naquela época a precariedade era quase como uma conseqüência lógica, visto que se tratava de uma situação nova, ainda em processo de consolidação, era de se esperar que com o tempo o quadro evoluísse. Mas, por força da famigerada ditadura militar, cravada no meio de nossa história recente, o que de fato ocorreu foi o agravamento das más condições.

Grosso modo, os militares empreenderam um projeto econômico atrelado ao capital estrangeiro, comprometendo-se com dívidas e tendo que enxugar o orçamento interno. Isso teve impacto direto na vida dos trabalhadores dos mais baixos escalões. Sem aumento real e com a inflação correndo solta, eles viram seu poder aquisitivo diminuir mais e mais.

Além disso, os trabalhadores também foram podados de seu poder de organização e reivindicação. A repressão foi o instrumento usado pelos governantes da época da ditadura para impor aquele modelo econômico, amordaçando qualquer manifestação contrária. No coração do capitalismo, o movimento operário foi o primeiro alvo, no início do golpe, em 1964.
O filme foi lançado pela primeira vez em 1982, mas logo censurado pelo governo federal. Foi restaurado e relançado em 2008

Decisão arbitrária e inconstitucional que proíbe Lula de dar entrevista é revista pelo STF — Educação Política

O STF (Supremo Tribunal Federal) vai liberar o ex-presidente Lula para dar entrevistas aos veículos que pediram autorização para falar com ele na prisão, como Florestan Fernandes Júnior, do El País… Fonte: Decisão arbitrária e inconstitucional que proíbe Lula de dar entrevista é revista pelo STF

via Decisão arbitrária e inconstitucional que proíbe Lula de dar entrevista é revista pelo STF — Educação Política